quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Desculpem a ausência


Tenho andado muito ausente destas lides blogueiras, mas acreditem que penso muito nos senhores e senhoras que já devem ter perguntado: Por onde andará aquela ave? Terá ido para outras paragens com as de arribação? Nada disso. São afazeres da mudança de estação. Limpezas, arrumações, umas comprazitas, umas idas a mercados para arranjar uns trapitos curtidos e baratos, enfim, coisas muito comezinhas, mas necessárias ao bom funcionamento e estabilidade do budget doméstico. Até comprei umas aboborazitas para adorno, justamente destas que aqui mostro.
E mais? Ah já me ia a esquecer. Fui convocada para um serviço cívico. Isso mesmo! Aqui a Tela fez parte do elenco duma mesa de voto. ESCRUTINADORA, segundo a nomenclatura vigente, ponto final. Eu nem queria acreditar que se lembravam de mim para uma tarefa tão importante, mas aceitei e saí-me bem. Aquilo deu tudo certinho. Nem um voto a mais, nem a menos. E ainda deu para me divertir um bocadito. Imaginem que apareceu lá uma senhora a votar que dizia: "O BI diz "casada", mas eu já sou "divorciada". E repetia. O presidente da mesa disse depois, baixinho: "Obrigada, mas já estou servido." Se os resultados me agradaram? Isso é outra ordem de ideias. Comentários só em privado. Ainda tentaram puxar por mim quando foi a contagem, mas eu, fecho éclair. Estava ali como cidadã ao serviço da comunidade e a minha opinião não interessa nada. Claro que tenho as minhas ideias, as minhas idiossincrasias, mas guardo-as para mim e para os entes que me são mais chegados. Com o primo Zé até tive uma discussão um bocado brava. Ele veio para cá armado em vivo e tal, mas levou que contar.
E por aqui me fico. Reconheço que este post não é de grande abrangência, mas dado o circunstancionalismo do processo estruturante em curso, espero que me desculpem.

E ATÉ À PRÓXIMA SE NÃO FOR ANTES! XAUZINHO!
   

14 comentários:

JOSÉ RIBEIRO MARTO disse...

Gosto dos condicionalismos do processo estruturalmente em curso .
Como cidadão , estou-lhe grato pela sua disponibilidade para o regular funcionamento dasinstinstuições ...
abraço
_________ JRMARTO

Graça Pires disse...

Até voltar, um beijo.

Justine disse...

Srª Dona Tela, lá subiu a senhora mais uns degraus - e altos - na minha consideração! Escrutinadora, imagine-se a honra!E vai escrutinar de novo no próximo dia 11? De qualquer modo, arranje um bocadinho para nos contar os acontecimentos, que o seu contar tem outro sabor...

heretico disse...

como português, chefe de família e cidadão exemplar (enfim, um pouco heretico, mas no melhor pano cai a nódoa) agradeço-lhe a sua valiosa contribuição para "o regular funcionamento das instuições"...

escrutinadora, Dona Tela? por mim, merecia ocupar o Palácio de Belém...

beijinhos

Maria disse...

Dona Tela, a Senhora não imagina. Também estive a cumprir um serviço cívico idêntico, mas espero que a cadeira onde a Senhora se sentou todo o dia e a mesa onde trabalhou fossem de tamanho... normal, para gente adulta. É que no meu sítio usaram as mesas e cadeiras de uma creche (SIM, leu bem!) para nós nos sentarmos e trabalharmos.
Isto sim, é um condicionalismo do processo estruturante cerebral de quem manda por aqui...

bettips disse...

Essa das abóboras é por causa das eleições passadas ou futuras? A donatela do escrutínio processual era aquela senhora pintada e de colo confortável que ajudou aquela velhinha vesga, logo à entrada, sem lhe segredar nada a não ser "força"?
A dona é um ponto circunstancial en su sítio, xauzinho querida senhora!
Bj

Rosa dos Ventos disse...

Eu já fui escrutinadora mas agora fico-me por delegada numa mesa de voto, por um partido.
Impossível, por isso, não me denunciar politicamente mas ninguém se mete comigo.
Sou pacífica! :-))
Também andei às abóboras que são apenas 4 e adornam a mesa do meu terraço.
Espero que o guarda-roupa já esteja nos conformes...

Abraço

Véu de Maya disse...

Telinha!

ausente tenho estado eu...mas estruturalmente presente junto dos blogues amigos...o teu humor continua maravilhoso...deixo-te um beijinho e agradeço as visitas que não retribuo por preguiça blogueira...será que isto passa?
entre a política e a poesia...está obvia a escolha...há sempre quem queira isso...felizmente para nós...talvez, infelizmente pra humanidade...bem acabou-se a película.

M. disse...

Delicioso, o seu regresso, amiga Tela. Gostei de a reencontrar aqui bem disposta.

M. disse...

Então venho eu visitá-la ao fim de algum tempo de afastamento involuntário da net e não me recebe? Pois dizia-lhe eu, quando há dias lhe bati na janela, que tinha ficado satisfeita de a reencontrar bem disposta.

poetaeusou . . . disse...

*
gosto muito
de abóbora com feijão,
,
é descabido ?
pois é . . .
,
saudosas conchinhas, deixo,
,
*

legivel disse...

... só fui escrutinador uma vez na vida e serviu-me de lição. Parecia que estava de castigo a contar votos, eu que até sou ateu...

Táxi Pluvioso disse...

Então as limpezas não são feitas no Verão?

Será lançado este ano lectivo o Magalhães 2.0.

Anônimo disse...

Dona Tela:
Preveniu-nos da sua ausência, é verdade, mas isto já passa das marcas...
Um fim de semana fora, tudo bem...; umas férias de uma ou 2 semanas, mesmo em crise, também se aceita... mas, mas, mas tanto tempo sem nos dizer nada, não, não está certo!!! QUEREMOS AS SUAS HISTÓRIAS!!!!
Vá, não seja mazinha e conte-nos tudo! Diga por onde anda ou andou que estamos em pulgas. Este plural não é magestático: Somos 2 criaturas que se assinam:
Adia e "Suassombra"